Lagarta tropical de gramados

A lagarta tropical de gramados (Herpetogramma phaeopteralis) aparece em regiões tropicais e semi-tropicais do mundo, onde as temperaturas de congelamento não são alcançadas normalmente. Este inseto ataca os gramados de estação quente, principalmente a grama bermuda. O estágio que mais causa estragos, como a maior parte das lagartas, é o larval.

Foto 1: Lagarta tropical adulta (foto cortesia do Dr. Shetlar)

A larva alimenta-se a noite, e esconde-se debaixo da superfície do gramado durante o dia. Na proporção em que a larva torna-se maior, os danos também são maiores, e geralmente aparecem da noite pro dia. Os danos causados pela lagarta tropical de gramados são similares aos causados pela lagarta do cartucho, ou lagarta militar, em que as folhas ganham aparência listrada.

A larva deixa um rasto de seda pelas folhas onde passa. Se o orvalho estiver presente, estas teias de seda podem ser facilmente observadas durante as primeiras horas da manhã. Um sinal de que a larva estava presente é a presença de excremento verde nas folhas ou ao redor da base da planta.

Foto 2: Toca de uma lagarta tropical com a teia de seda em um green de grama bermuda (foto cortesia do Dr. Shetlar)

A mariposa tropical adulta é muito diferente na sua aparência em relação à mariposa comum. As asas da mariposa comum normalmente ficam enroladas ao redor do seu corpo, enquanto que as asas da mariposa tropical são maiores, e ultrapassam os limites do seu corpo, como se fosse o telhado de uma casa.

As gerações da lagarta tropical ocorrem continuamente durante o ano, diminuindo sua intensidade somente durante a ocorrência de temperaturas mais baixas. Os maiores surtos ocorrem durante os meses quentes do verão que são acompanhados por períodos chuvosos.

Foto 3: Excremento da lagarta tropical (foto cortesia do Dr. Shetlar)

Controle: As variedades resistentes de grama bermuda ainda não foram completamente estudadas. Em geral, os híbridos de grama bermuda, como o Tifway, são mais susceptíveis do que as variedades comuns. Inseticidas são efetivos preventivamente e curativamente no controle da lagarta tropical. A irrigação deve ser suspensa por 12 a 24 horas depois da aplicação, para que a larva consuma a folhagem e entre em contato com a superfície tratada. Inseticidas granulares geralmente são mais eficientes do que os líquidos.

PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT